quarta-feira, outubro 12, 2005

Avaliação - Avalição dos alunos

Na última aula ficou em aberto a questão da avaliação, nomeadamente a avaliação dos alunos. A este respeito comento o seguinte:
A avaliação tornou-se um imperativo quer se fale da eficácia quer se fale da qualidade dos serviços pagos por todos os cidadãos e aos quais os trabalhadores da educação não podem escapar. Se se apresenta indiscutivel, o princípio da avaliação já não o é a forma que ela se pode revestir.
Deste modo, qualquer acto de avaliação apresenta quatro dimensões. (um) é um acto de julgamento; (dois) operacionalizado através de um conjunto de critérios; (três) utilizado para suportar uma tomada de decisão; (quatro)destinado a um acto de comunicação social, portanto a alguem, seja o aluno, a si próprio ou a um avaliador social.
Prévia ou concominante à avaliação, encontra-se a delimitação do que se entede por ensinar. A este respeito Pacheco (2000, p.30) refere:

"Os discursos teóricos sobre avaliação da aprendizagem têm originado abordagens que vão no sentido tanto da precisão e eficiência social dos resultados quanto da discrição e compreensão dos processos (...) a prática tem realçado, na linha de pensamento tyleriano, a valorização da avaliação como um processo de determinar até que ponto os objectivos educacionais são efectivamente alcançados".

A dificuldade da avaliação encontra-se precisamente da ausência de consensos sobre a própria essência do ensino. Se se considerar que com o ensino se pretende que o aluno seja capaz de construir modelos de comportamento, intelectual e motor apropriados no, e pelo, estudo de de uma disciplina escolar, é possível esboçar um método de análise, que parte da definição de ensino dada, para a determinação do conjunto da tarefas daí decorrentes e das competências requeridas para a sua execução. A gestão das aprendizagens exige uma competência fundamental que é a de saber criar condições favoráveis à emergência de uma aprendizagem assim como de mais três séries de componentes existentes em todo o acto educativo: (um) a adopção de um sistema regulador e do desenvolvimento do acto educativo; (dois) o dpmínio dos conteúdos académicos, (três) o domínio das condições de funcionamento do aluno.
A este respeito, refere Freitas (1998, p.65):

"Em termos de organização curricular, e assumindo qu curriculum não é apenas o conjunto de disciplinas leccionado na escola, mas tudo o que a escola promove ou favorece em termos de processo ensino-aprendizagem".

Na criação de um ambiente de aprendizagem, caso se pretenda uma inovação é necessário mudar determinadas práticas. Deve evitar-se que a avaliação resulte apenas num sinónimo de verificação de resultados, pelo contrário, permitindo diagnosticar e inventariar necessidades de aprendizagem, conhecer detalhadamente as diversas condições dos alunos e traduzir qualitativamente e quantitativamente o que os alunos aprenderam em função de um determinado contexto de ensino.
Das várias definições possiveis sobre avaliação e o termo avaliar Pacheco (1996) refere que avaliar é decidir na base de um juízo de valor, formulado sobre um processo de recolha de dados, em função de critérios bem definidos. Deste modo, numa avaliação integrada, a recolha de dados deve ser feita a partir de várias fontes, de diferentes instrumentos de avaliação e com a participação de professores, alunos e respectivos encarregados de educação.
No entanto, as dificuldades técnicas de avaliar são acrescidas de um problema ético, pelo facto de se avaliar uma pessoa e consequentemente se avaliar a sua personalidade pois o objecto da avaliação é um ser humano e a avaliação pressupõe uma concepção em relação ao outro, uma concepção, uma filosofia avaliador/avaliado.

REFERÊNCIAS

FREITAS, V. (1998). Reflexões em torno do conceito de "curriculum". In Correio Pedagógico 14.

PACHECO, J. A. (2000). Critérios de avaliação na escola. In Avaliação das Aprendizagens. Das concepções às práticas. ME. DEB.

3 comentários:

Anónimo disse...

Hi, I was blog surfing for the latest information on gamesfree arcade gamesand ended up on your blog. Obviously I went off track somewhere, but I'm certainly glad I did! Would you mind if I link to your blog in my "favorites" page?

Anónimo disse...

This thing on?
This thing on? Posted by Ross Mayfield About all I can offer is that Web 2.0 is made of people , while keeping this blog clean of commercialization.
Find out how you can buy and sell anything, like things related to private road construction on interest free credit and pay back whenever you want! Exchange FREE ads on any topic, like private road construction!

sofia disse...

Comentário ao post da Mária Jorge sobre avaliação.
Segundo a minha opinião, a avaliação não é o fim, mas sim o meio..., do processo de ensino-aprendizagem do aluno. Corresponde ao conjunto de atitudes, conhecimentos e procedimentos que o indivíduo aprendeu.
A avaliação funciona como o guia orientador, das aprendizagens úteis e enriquecedoras para a formação do seu eu, pessoal e social.