sábado, março 04, 2006

Duas palavras


Deliberadamente, tenho estado ausente do nosso blog. Não queria voltar sem dar por finda a última etapa do nosso encontro – dar conta a cada um da minha decisão em relação à classificação decorrente da avaliação na unidade curricular Currículo e Cultura. Cumprida hoje essa obrigação, posso juntar-me ao grupo que partilhou, nos últimos meses, um objectivo que assumiu, por um lado por necessidade contratual, digamos assim, mas por outro por autêntico prazer de reflectir sobre temas da educação e da cultura. Foi assim que vos vi, estudantes inscritos numa unidade obrigatória mas ao mesmo tempo interessados, colaborantes, eu quase diria cúmplices, querendo dar um sentido diferente às suas actividades na sala de aula e também fora dela. Haverá melhor prova do que este blog?

Há, depois, a simpatia de terem querido que partilhasse convosco os momentos tão agradáveis do “sábado delicioso” que ocorreu há quinze dias e que foi tão documentado aqui. Mais: houve a lembrança única de perpetuarem a vossa lembrança numa memória tão criativamente imaginada, a tal que me deixou sem palavras – e ainda hoje não sei bem como qualificá-la. Aceito-a, claro, como vossa, mas ela simbolizará (e não se importarão por isso) as relações de amizade com todos (ou quase todos) os que encontrei no caminho desta profissão que sempre quis e de que me orgulho.

Continuaremos a encontrar-nos por aqui.

3 comentários:

AntonioPacheco disse...

Com todo o prazer!

Delfim Peixoto disse...

Professor,acredite que não foi só um prazer mas uma honra ter sido seu aluno!
Não só apreendi os conhecimentos propostos para a disciplina como pude assistir através do seu exemplo profissional e pessoal ao que é definitivamente a dignidade e dedicação docente. Peço que aceite estas palavras sentidas como um grande obrigado e votos de que contnuemos o nosso contacto pois penso que ainda poderemos aprender mais com a sua Identidade Profissional e Pessoal.

AnaOliveira disse...

Algumas palavras...

Também deliberadamente não tinha ainda dito as palavras que agora vou dizer... ou mais correctamente... escrever... Passada a avaliação que muito me lisonjeou, gostaria de publicar este pequeno, mas sentido parecer sobre as nossas aulas... e sobre o nosso "tutor"...

A minha escolha do "olho" para a composição global pretende representar o currículo e a cultura... ou seja, tudo o que a vista (e os restantes sentidos) podem alcançar; a capacidade de ver e intervir na diversidade e na individualidade; a vontade de ver mais além... de pesquisar... de saber mais... ou seja, de ter um olhar atento...

Foi precisamente isso que eu senti nas nossas aulas... A motivação para procurar sempre mais... e um ambiente promotor de diálogo e partilha de saberes...

Foi muito interessante e enriquecedor e ao Professor Varela devemos a dedicação, coerência, competência, pertinência pedagógica, serenidade, etc., que nos contagiaram e nos marcam com toda a certeza no nosso percurso formativo, como um dos poucos Professores com maiúsculas...
Um abraço muito grande ao Professor Varela... que, se vivessemos numa comunidade índia, seria o nosso Chefe Grande Olho!!! (Professor Varela espero que não se aborreça com esta pequenina metáfora... que está carregada de muita simbologia que remete para a sabedoria dos Grandes Chefes Índios...)