domingo, março 29, 2009

Regressar ao passado...

Fui hoje surpreendido com um comentário a um post de há quase quatro anos, comentário esse que me caiu na caixa de correio e que podem ler aqui (penúltimo comentário, a que se seguiu um meu). Surpreendido é a palavra certa. Primeiro, por, tanto tempo depois, haver ainda quem percorra o Currículo & Cultura, o que me faz pensar que apesar de tudo ele ainda dá frutos; em segundo lugar, por haver alguém, neste caso uma Mãe esclarecida, que tenha entendido o que nós, vocês, os meus alunos, e eu, procurámos fazer ao longo de um semestre que terá sido, para mim, um dos mais agradáveis na minha vida profissional. Depois de tanto tempo decorrido, é com alguma emoção que escrevo este post que espero acabe por ser lido por todos os que faziam parte daquela turma da UM, que recordo sempre com saudade.

2 comentários:

AntonioPacheco disse...

Caro Professor Varela de Freitas:
fiquei bastante emocionado com o que acabo de ler. Por tudo...pela situação, preocupação da mãe, pelo facto de perceber o problema e, ainda, descuple a minha falta de modéstia, pelo facto deste post ter sido colocado no blog por mim, e claro, pelas saudades do tempo de «Currículo e Cultura.» Foram de facto espectaculares as aulas e penso que todos tiramos grande proveito. Eu, sem dúvida. Nas minhas actividades de professor de música do ensino vocacional, aprendi a ser mais professor, mas também na nova actividade de professor do Ensino Superior - Escola Superior de Educação de Bragança, Curso de Mestrado em Ensino de Educação Musical no Ensino Básico. É verdade que na Unidade Curricular que lecciono, Didáctica da Música, acabei por colocar no programa conteúdos adquiridos em «Currículo e Cultura», enriquecendo, sem dúvida alguma, o programa desta Unidade Curricular. Por isso muito obrigado.
Por outro lado, fiquei satisfeito, eu que com alguma regularidade visito o blog, em saber que o «nosso blog» continua a ser visitado... por gente diversa, que procura soluções e que encontra alguma coisa, algo que possa ser, de certa forma, útil. Desejo as melhores felicidades para a mãe e filho em questão, e novas atitudes dos professores perante as diferentes situações, porque... somos todos iguais e porque... somos todos diferentes.
A todos os colegas dos cursos votos das maiores felicitações. E já agora, para quando o Doutoramento? O meu já está a decorrer.
Abraço, António Pacheco.

Varela de Freitas disse...

Meu caro António, que gosto saber de si! Embora já tivesse tido algumas notícias, pela Maria Helena, é óptimo poder responder a este comentário. Também eu fiquei emocionado com a mensagem, e, embora não o tenha expresso, lembrei-me que o tema das crianças indigo foi sua sugestão. Tudo isto fez-me repensar muita coisa, e para já, por que não reavivar neste blog a conversa que tivémos há quase quatro anos?
Um abraço amigo, e até sempre.